top of page

Abriu a época das constipações!


É oficial! Declara-se aberta a época das "ranhocas", das "tosses" e do "fungar"! Tal como acontece todos os anos, por volta desta altura, com a descida da temperatura e com a maior proximidade entre as crianças, o que facilita a transmissão das doenças entre as mesmas, começam a aparecer as constipações. E o que é isto das constipações? As constipações são infeções das vias respiratórias superiores, causadas por vírus respiratórios, que são facilmente contagiosas de criança para criança. Para crianças ou adolescentes mais velhos, raramente têm algum problema, para além de poderem dar o nariz mais entupido, alguma tosse, ou sensação de mal-estar, que normalmente passam rapidamente. No caso dos bebés, e principalmente quanto mais pequenos forem, por vezes podem ficar algo atrapalhados com as constipações. Isto porque os bebés respiram maioritariamente pelo nariz, logo, quando ele está entupido, é mais complicado para eles. Por isso é que, no caso dos bebés, é muito importante tentar limpar o nariz o melhor possível. Para isso podemos usar a água do mar ou o soro fisiológico, sendo o objetivo o de desobstruir o nariz o melhor possível. Podemos tentar fazer a limpeza nasal cerca de 5-10 minutos antes das refeições (se acharmos que eles estão suficientemente entupidos para prejudicar o que vão comer) e antes de os deitarmos, na tentativa de que descansem um pouco melhor.

Aspirar as secreções pode funcionar razoavelmente, se vemos que têm muitas secreções à entrada do nariz, mas deve ser feito cuidadosamente, pois quando se mexem muito corremos o risco de os poder magoar.

Para além destas medidas, podemos tentar ainda inclinar a cabeceira da cama ligeiramente (cerca de 30º), usando uma manta por baixo do colchão (nunca devem ser usadas almofadas, ou alguma coisa que possa depois cobrir a cabeça do bebé) ou alturas por baixo dos pés da cabeceira da cama. Para bebés mais velhos isto não costuma resultar muito, pois eles acabam por se mexer, e deixam de ter o efeito da cabeceira da cama levantada se escorregarem.

Infelizmente não existe nenhum tratamento específico para a constipação, para a fazer passar mais rápido… só a paciência e estes cuidados, até que o vírus se decida a ir embora.

Nas constipações pode surgir também febre (ao contrário dos adultos, em que raramente há febre), e na maioria das situações se for uma febre que baixe bem com o efeito da medicação, se o bebé estiver bem disposto (principalmente quando a febre baixa) e não preocupar de outra forma, podemos ir vigiando para ver como a situação evolui.

São sinais de alarme, ou que nos devemos preocupar, quando perante uma constipação um bebé recusa totalmente ou diminui de forma muito acentuada o seu apetite (é natural que por estarem constipados possam comer um pouco menos, ou precisar de mais tempo para comer, mas não é normal que recusem ou praticamente não comam nada), se parece ter dificuldade em respirar (normalmente vê-se mais no peito, notam-se as costelas quando o bebé respira ao fazer esforço para respirar, ou geme ao respirar), se parece “cansado” ou muito pouco ativo/reativo. No caso da febre, é motivo para preocupar se damos a medicação e a temperatura não baixa, se baixa mas o bebé mantém-se pouco ativo, ou com dificuldade em respirar. Neste tipo de situação o bebé deve ser sempre visto.

E é isto. Podemos estar num ano "diferente", por tudo o que se tem passado à nossa volta, mas o que é habitual continua a existir - por isso, mantenham esses narizes bem "limpinhos", e até ao próximo post!

92 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page