top of page

Fotoproteção em Crianças: Guia Completo para Pais


Proteger a pele delicada das crianças dos efeitos menos bons do sol é uma tarefa que diz respeito a todos os pais e cuidadores de crianças. A exposição excessiva ao sol durante a infância pode causar queimaduras solares e, com isso, aumentar significativamente o risco de desenvolver cancro da pele no futuro. No entanto, com as medidas adequadas de fotoproteção, é possível garantir que as crianças aproveitem ao máximo o tempo ao ar livre de maneira segura e saudável.

 

Este guia foi elaborado para fornecer informações claras e práticas sobre como proteger a pele dos seus filhos contra os danos que podem ser causados pelo sol. Vamos explorar medidas gerais de fotoproteção e abordar cuidados específicos para diferentes faixas etárias, desde bebés com menos de 6 meses até crianças acima dos dois anos. Espero que com estas orientações, todos os pais se sintam confiantes e preparados para cuidar da pele dos seus filhos, assegurando-lhes uma infância divertida e segura sob o sol.


Medidas Gerais de Fotoproteção

As medidas gerais de fotoproteção destinam-se a todas as crianças, independentemente da idade. É extremamente importante que todas as crianças sejam protegidas contra os danos causados pela exposição ao sol, e todas estas medidas devem ser do conhecimento de pais, cuidadores e educadores, que têm a responsabilidade de proteger os mais pequenos.

 

Evitar a Exposição Solar Direta: Limitar o tempo ao sol, especialmente entre as 11h e as 17h, quando os raios ultravioleta (UV) são mais fortes.

Procurar a Sombra: Sempre que possível, mantenha as crianças em áreas com mais sombra.

Roupa: Prefira roupas leves, de manga longa e calças compridas, feitas de tecidos de malha mais apertada (opaca). Chapéus de abas largas são essenciais para proteger o rosto, o pescoço e as orelhas.

Óculos de Sol: Escolha óculos de sol adequados à criança,  com proteção contra raios UVA e UVB para proteger os olhos dos pequenos.

Protetor Solar: Aplicar protetor solar adequado ao tipo de pele e à idade da criança, seguindo as recomendações de uso.

Reforce a hidratação: Tenha em atenção as necessidades de água das crianças, que podem estar aumentadas em dias de calor (pela própria transpiração).

 

 

Bebés com Menos de 6 Meses

Para bebés nesta faixa etária, a pele é extremamente sensível e ainda é imatura. A melhor estratégia é evitar a exposição solar direta.

 

Evitar a Exposição Direta: Mantenha os bebés longe da luz solar direta, em qualquer altura do dia.

Roupa: Vista o bebé com roupas leves que cubram braços e pernas, e use chapéus de aba larga.

Sombra: Use carrinhos com coberturas para criar sombra adicional. Tapar o carrinho de bebé com uma fralda de pano ou qualquer outro tecido fino pode parecer uma solução rápida e conveniente para proteger o bebé do sol. No entanto, essa prática pode ter consequências graves e colocar em risco a segurança e o bem-estar do bebé. Aqui estão algumas razões pelas quais essa prática não é recomendada: o aumento da temperatura no interior do carrinho (com a possibilidade de golpes de calor), a redução da circulação do ar e uma proteção ineficaz contra os raios UV. Opte por alternativas seguras e eficazes, como capotas específicas para os carrinhos, guarda-sóis ou roupa.

Protetor Solar: A aplicação de protetor solar não é recomendada para bebés com menos de 6 meses devido à pele delicada e ao risco de irritação.


Crianças entre 6 Meses e 2 Anos

Nesta faixa etária, as crianças começam a explorar mais o ambiente ao ar livre, tornando a fotoproteção ainda mais importante.


Protetor Solar: Utilize protetores solares formulados especialmente para a pele sensível dos bebés e das crianças pequenas, com FPS 50. Escolha produtos à base de óxido de zinco ou dióxido de titânio, os chamados protetores solares “minerais” (filtros físicos), que são menos irritantes, e menos absorvidos pela pele. O início de ação destes protetores é imediato, mas devem ser reaplicados a cada duas horas ou após contacto com a água.

Utilizar óculos de sol: Não existe propriamente uma idade mínima para o uso de óculos de sol na criança, tem mais a ver com a a tolerância desta. A proteção ocular é tão importante quanto a proteção da pele quando se trata de exposição ao sol. Aqui estão as principais características que os pais devem procurar ao escolher óculos de sol para crianças:

  1. Proteção UV Completa: Certifique-se de que os óculos de sol bloqueiam 100% dos raios UVA e UVB. Isto é fundamental para proteger os olhos sensíveis das crianças dos danos causados pela radiação ultravioleta.


 2. Lentes de Alta Qualidade: As lentes devem ser feitas de materiais resistentes e de alta qualidade, como o policarbonato, que é leve e resistente ao impacto.


 3. Ajuste Confortável: Os óculos devem ajustar-se bem ao rosto da criança, sem apertar ou deslizar. As armações ajustáveis e as hastes flexíveis ajudam a garantir um ajuste seguro e confortável.

 

4. Lentes Polarizadas: As lentes polarizadas reduzem o brilho refletido de superfícies como água, areia e pavimentos, proporcionando uma visão mais confortável e menos fatigante para os olhos.

 

5. Tamanho Adequado: Escolha óculos que cubram completamente os olhos da criança e a área circundante, para garantir uma proteção completa. As armações devem ser proporcionais ao rosto da criança, evitando tanto armações muito grandes quanto muito pequenas.

 

6. Design Atrativo: Óculos com designs e cores que agradem às crianças incentivam o uso regular. É importante que a criança goste dos óculos para que os use consistentemente.

 

7. Certificação e Normas: Verifique se os óculos estão de acordo com os padrões de segurança e qualidade, como os que são certificados com a marca CE (Conformité Européenne), que indica conformidade com os regulamentos da União Europeia.

 

8. Faixa etária: Certifique-se de que os óculos são projetados para a faixa etária da criança. Óculos para crianças mais novas diferem em tamanho e ajuste daqueles para crianças mais velhas.

 

E se mesmo assim a criança não quiser usar óculos? Bom, podemos tentar colocá-los exatamente no momento em que saem de casa e se deparam com a luz do sol, para que sintam a diferença e o conforto de os usar. Às vezes funciona!


Crianças Acima dos 2 Anos

Protetor Solar: Utilize protetores solares com FPS 50. Produtos para crianças devem ser resistentes à água e hipoalergénicos (geralmente com uma combinação de filtros físicos e químicos). Aplique o protetor 15-30 minutos antes da exposição ao sol e reaplique a cada duas horas, ou mais frequentemente se a criança estiver na água. Para crianças com peles sensíveis, prefira protetores com óxido de zinco ou dióxido de titânio (os referidos protetores “minerais”, com filtros apenas físicos), por serem geralmente menos irritantes.


Algumas dicas adicionais em relação aos protetores solares:


Aplicar a quantidade certa de protetor solar é crucial para garantir uma proteção eficaz contra os raios UV. Muitas vezes, as pessoas aplicam menos do que o necessário, o que compromete a proteção. Use uma quantidade proporcional ao tamanho do corpo da criança, mas não economize na aplicação. Como regra geral, prática, tenha o seguinte esquema em mente (bebés poderão precisar de menos, e crianças maiores de mais):

Rosto e Pescoço: Cerca de uma colher de chá (5 ml) para cobrir o rosto e o pescoço.

Braços e Ombros: Cerca de uma colher de chá (5 ml) para cada braço.

Tronco: Cerca de duas colheres de chá (10 ml) para cobrir a frente e as costas do tronco.

Pernas e Pés: Cerca de uma colher de chá (5 ml) para cada perna.


Quanto à utilização de roupa com fator de proteção UV:

Esta roupa é especificamente concebida para bloquear os raios UV e proteger a pele. São peças de vestuário feitas de tecidos que possuem uma malha apertada e incluem tratamentos especiais para aumentar a proteção UV. Na sua descrição encontramos referência ao Fator de Proteção Ultravioleta (UPF) que nos indica a eficácia do tecido em bloquear a radiação UV. Por exemplo, um UPF 50 vai bloquear cerca de 98% dos raios UV. Salvo em crianças com peles sensíveis que possam sofrer irritação de contacto, são uma boa opção para as restantes.

 

A fotoproteção é uma parte crucial do cuidado e da saúde infantil, ajudando a prevenir problemas graves de pele a curto e longo prazo. Ao seguir estas orientações específicas por idade, o meu objetivo é que os pais possam garantir que seus filhos desfrutem do sol de forma segura e saudável. Lembrem-se sempre de que a consistência na aplicação destas medidas é a chave para uma proteção eficaz. E votos de bons dias de sol, em segurança, para todos vós!

 

Algumas informações mais disponíveis em:



362 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page